Livros reciclados / Vasos de cultura

07/31/2010

Os livros são algo de muito precioso, tanto assim que é muito difícil separarmo-nos deles mesmo quando já são muito velhos e já não lhes vemos grande utilidade. Pensando nisso, uma empresa italiana, a Gartencultur, resolveu de forma muito original reciclar livros transformando-os em lindos vasos de flores: vasos de cultura!

Como fazer? Pega-se num livro de capa dura, faz-se um buraco e protege-se da humidade com uma cola especial. Seguidamente enche-se o buraco com terra e coloca-se a planta. O resultado é maravilhoso e bonito de se ver, especialmente para os amantes de livros e plantas.

Apreciem o projecto da Gartencultur através deste slidecast que realizámos com imagens retiradas do site da empresa!

Anúncios

A garrafa de rapé

07/29/2010

No final da Dinastia Ming, o rapé chegou à China trazido pelos Portugueses, assim surgindo, de forma gradual, os frascos de rapé.

A perícia da pintura feita na garrafa de rapé foi muito próspera na Dinastia Quing, entre 1644 e 1912. Naquela época, o fumo do tabaco foi proibido, mas, paradoxalmente, o uso de rapé era aceitável porque era valorizado por suas qualidades medicinais. Considerado como um remédio eficaz para resfriados, dores de cabeça, distúrbios do estômago e muitas outras doenças, o tabaco em pó foi dispensado num frasco ao invés das caixas como era o costume europeu.

A pintura dentro das garrafas de rapé surgiu no ano do Imperador Jia Qing. Esse tipo de habilidade desenvolvida de pintura no interior da garrafa deu origem a verdadeiras obras de arte.
Inserir uma caneta delgada especialmente concebida com uma curva na ponta através do gargalo, contar com um talentoso artista que trabalha no espaço apertado da cavidade da garrafa, capaz de gravar desenhos vivos e caligrafias na superfície interna da garrafa, torna a pintura interna das garrafas de rapé numa forma de arte única.

O resultado é um conjunto de miniaturas requintadas de paisagens, naturezas mortas, retratos e caligrafias deliciando muitos coleccionadores.

Para admirar!


Palácio/Museu Condes de Castro Guimarães

07/28/2010

O Palácio dos Condes de Castro Guimarães, também conhecido como Torre de São Sebastião, é um palácio em estilo romântico conjugado com uma aparência de castelo medieval e localiza-se à Avenida Rei Humberto de Itália, em Cascais.

Está instalado numa pequena enseada, que se estende mar-adentro. Aquando das marés altas, a base do edifício é tocada pelas ondas. Rodeado de um belo parque arborizado, o palácio foi erigido no século XIX, conservando ainda hoje o seu traçado original.

Actualmente e desde 1931,  localiza-se ali o Museu Condes de Castro Guimarães, que reúne todas as peças da vasta colecção de arte dos condes. O acervo do museu é composto por pintura (portuguesa e estrangeira), escultura, mobiliário (português e francês), artes ornamentais e livros (onde se destaca a “Crónica do rei D. Afonso Henriques” de Duarte de Galvão), abrangendo um período do que vai desde o século XVI até ao século XIX.

Bem, mas isto é a informação que encontramos no site Guia da cidade, no entanto atentando bem nas fotos, acabamos por reconhecer o lugar como sendo o espaço emprestado ao Colégio onde se desenrola parte da acção da novela de humanos e vampiros adolescentes: Lua Vermelha.

Descobre as diferenças!

E esta? É mais uma razão para uma visita ao espaço, onde a entrada é gratuita. O museu pode  ser visitado de 3ª a domingo, das 10:00 às 17:00.


Graffiti

07/26/2010

É Verão, é magia! Vamos ouvir uma musiquinha e apreciar um excelente vídeo?

Vodpod videos no longer available.

Grafitti, posted with vodpod


Ferramentas web

07/25/2010

Um slideshare que encontrámos via Nosololibros e que pode ser muito útil, pois mostra-nos algumas ferramentas da web.


Search Stories Video Creator

07/23/2010

Vodpod videos no longer available.



10 animais em vias de extinção

07/21/2010

Vodpod videos no longer available.

10 animais em vias de extinção, posted with vodpod


%d bloggers like this: